terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Repintando a Igreja


Acabei de ler esse livro e pude entender o por quê tem sido tão comentado. Esse livro foge do que é comum em literatura evangélica, pois Rob Bell não o apresenta como a verdade absoluta, ao contrário, avisa logo de cara que seu principal objetivo é incentivar uma análise crítica por parte de seus leitores.
E de fato isso é possível, pois ele não parte de uma "revelação especial da parte de Deus", e sim da profunda vontade de entender o texto bíblico que revela o papel da Igreja em sua época, e por que o discurso religioso, principalmente o evangélico, tem tanta dificuldade em entender e vivenciar essa maravilhosa experiência.
Apesar da profundidade do tema, o texto é escrito de uma maneira bem informal, facilitando a leitura de quem não está acostumado à textos mais densos.
Recomendo a leitura desse livro à todos os que buscam entender o papel da Igreja Cristã Contemporânea.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Maravilhosa Graça!

Vale a pena investir seus próximos 10 minutos assistindo a esse pequeno filme.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Totalmente excelente e inesquecível...


No último dia 06/02 estive na gravação do primeiro DVD do João Alexandre na Metodista em São Bernardo. Fiquei impressionado com a excelencia da produção e a qualidade do evento. Além, é claro, da oportunidade ímpar de ouvir e ver o João Alexandre ao vivo. O cara é sensacional, por isso é tão respeitado como um dos maiores músicos cristãos desse país. Simples, humilde, sem frescuras e muito engraçado.
Agora, falando de suas músicas, nesse dia ele tocou: Pra cima Brasil, Louco, O Feirante (a meu pedido rsrsrs), Família, entre outras e para finalizar um trio "porrada profética" (rsrs ele iria adorar esse título): Vaidade, Coração de Pedra e É Proíbido Pensar.
Olha, recomendo a todos que não conhecem o trabalho do João a adquirirem os seus CD's e este DVD (quando sair). Ele faz parte da geração que fez muitos de nós conhecerem a Cristo através de lindas músicas, mas mais do que isso, ele faz parte de um grupo de "cristãos contemporâneos" que não têm medo de nadar contra a maré da mediocridade "cristã" atual. Fotos no meu perfil no Orkut .
Para quem quer adquirir os trabalhos de João, acessem o site do João Alexandre .

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Vocês vão ter que acreditar em mim...

Ando meio sem inspiração para escrever. Resolvi criar esse blog por que tinha tanta coisa pra dizer, mas nas últimas semanas, dentro de mim, ecoa um grande silêncio. Não sei explicar muito, mas me sinto longe de Deus, embora eu tenha certeza de que ele está perto, de que conhece todos os meus passos e pensamentos e que não há nada sobre mim que Ele não saiba. Minhas orações ecoam em minha mente, como num vazio, e retornam com um grande silêncio.
Lendo um texto de um amigo que recentemente conheci, Diego Venancio, lembrei que passei pela mesma situação que ele em uma aula de matemática no cursinho pré-vestibular. Compartilho do mesmo sentimento. Não sei explicar Deus, não tenho respostas definitivas sobre a existência, mas simplesmente acredito Nele com todo o meu coração e não há nenhum "status quo" que mude isso. Lá vai o texto e incentivo todos a entrarem no blog dele que é muito bacana: www.diegovenancio.blogspot.com (não consigo por link direto).

Vocês terão que acreditar em mim!!!
Essa foi a frase dita por um professor meu quando tentava nos explicar uma fórmula matemática. O fato era que o nível de aprofundamento naquele teorema era grande, o que nos fazia inaptos a compreender o restante, aquilo que estaria por vir.
Para poder prosseguir, era necessário crer naquilo que era parte fundamental do raciocínio, mas que não teria comprovação científica naquele momento.
No mesmo instante minha mente divagou.
Me veio a mente tudo aquilo que eu buscava compreender de Deus; o que Ele é; o que Ele disse, suas promessas, suas palavras quando diz que nós não sabemos discernir a mão esquerda da direita, ou quando diz que nossa vida é como a neblina.
Quantas coisas sobre o universo não compreendemos e o pouco que supostamente compreendemos já nos faz tirar Deus do seu lugar de Criador.
Deus nos faz o mesmo pedido que meu professor:
- Vocês terão que ter fé em mim para que eu possa explicar a vocês lá na frente o que eu quis com tudo isso. Aguardem confiantes, pois o que preparo pra vocês é maravilhoso. Não adianta eu explicar a lógica das coisas agora, porque vocês não entenderiam, aguardem confiantes, descansando que eu tenho tudo sob o meu controle.

Naquele instante muita coisa fez sentido e me veio um desejo de dizer a Deus que quero crer, apenas por confiar que Ele tem o melhor e que seu poder grandioso é incompreensível demais pra que eu peça qualquer explicação.

Confio em Ti meu Deus, meu Senhor.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Noite inesquecível

No último domingo à noite tive o prazer de conhecer os dois músicos que mais têm me tocado com suas obras desde que as conheci a poucos meses atrás.
Stênio, sua esposa Selma e Silvestre são o que podemos chamar de "gente da gente". Em 10 minutos de conversa já parecia que eramos amigos de longa data. Fiquei extremamente feliz em saber que por trás das bélissimas poesias e composições estão pessoas maravilhosas que buscam viver a vontade Deus e a comunhão com os irmão sem frescuras e estrelismo.
Vê-los e ouví-los ao vivo é indescritível.
No auge de minha "zéquisse" não levei camera fotográfica, logo não tirei nenhuma foto com eles.
Mas, já combinamos de nos vermos numa próxima vez e com certeza não irei esquecer.

domingo, 1 de fevereiro de 2009

A Cabana (livro)


Esse livro merece ser lido por todo ser humano dessa terra! Nunca havia ouvido falar em William P. Youg, mas a grandeza desse livro só tem uma explicação, foi inspirado pelo próprio Deus.
Conhecer a Deus, sem ter como pano de fundo a religião, seja ela qual for. Foi isso que o autor conseguiu, apresentar a Deus de uma forma simples, sem medo de encarar um dos maiores tabus da teologia que é enterder o por que Deus "permite" que desgraças aconteçam no mundo, inclusive com seus próprios filhos.
A Cabana merece ser lido, por todos os que não se contentam com a superficialidade no relacionamento com Deus e por todos que querem conhecer o mistério do Seu infinito Amor!
Lendo esse livro entendemos porque Deus é Amor.